Blog

Preciso de um S&OP na minha empresa?

Quando fundamos a Plannera em 2012, conversamos com diversas empresas de médio e pequeno porte para entender se nossas soluções encaixariam no contexto delas. O que acabamos encontrando foi um deserto de planejamento: não passava nem pela cabeça da maior parte dos gestores de Supply Chain de pequenos e médios negócios que o S&OP poderia ajudá-los.

Parecia algo feito para empresas gigantes, multinacionais, que podiam se dar ao luxo de investir em algo tão sofisticado.

De lá pra cá, temos trabalhado bastante junto ao ecossistema crescente de entusiastas do planejamento integrado, dando palestras, gerando conteúdo, fomentando a discussão.

E, dez anos depois, estamos começando a colher os frutos!

O perfil do público mudou. Não vemos mais só gestores de grandes empresas falando de S&OP, o assunto agora está na pauta da grande maioria das empresas.

Se você está lendo esse texto, talvez você ainda esteja entre os “não convertidos”. Mas, ao mesmo tempo, se está aqui, é porque pensa em se converter! Então deixa a gente te ajudar.

Explicação rápida sobre S&OP

Só para ter certeza que estamos falando da mesma coisa, aqui vai uma explicação rápida: S&OP é um processo de planejamento colaborativo, com o objetivo de alinhar diversas áreas da empresa em torno de objetivos comuns.

Não é bicho de sete cabeças, é só um jeito de fazer todo mundo remar o barco na mesma direção: atender bem o cliente, não deixar faltar produto, não ter estoque demais, diminuir dor de cabeça em geral e ganhar mais dinheiro.

Se essa explicação ainda não foi suficiente, dê uma olhada neste vídeo rápido que fizemos sobre o assunto.

Mas S&OP é pra mim?

Tem um jeito rápido de saber a resposta para essa pergunta.

Dê uma olhada nos problemas abaixo:

  • Eu tenho muito estoque do que ninguém compra, e falta estoque do que todo mundo quer.
  • Nosso time de Vendas e de Operações vivem brigando, um sempre achando que a culpa de todos os problemas é do outro.
  • O financeiro vive no meu pé por conta dos altos níveis de estoque, e não conseguimos entrar em um acordo de qual seria o nível ideal.
  • Não faço ideia do que vou vender nos próximos meses, então planejo minha produção e minhas compras com base no meu feeling.
  • Vivo tomando “carteirada” no meu plano de produção, tendo que mudar toda hora o que estou produzindo e prejudicando minha eficiência.
  • Frequentemente tenho que pedir entrega expressa de fornecedores para cobrir volumes não planejados.
  • Atraso pedidos de clientes o tempo todo.

Se sua resposta foi “sim” para vários desses, você precisa de um processo de S&OP!

Parece complicado, e caro…

mulher pensativa olhando para uma folha de papel em suas mãos

Não é!

Não necessariamente, pelo menos.

É como escolher um carro. Todos eles resolvem o mesmo problema: te levar de A a B. Mas você pode escolher desde o modelo popular sem ar nem direção, até o modelo esportivo que vai de 0 a 100 km/h em 3 segundos.

Tudo depende do tamanho do seu problema e de quanto você está disposto a gastar para resolvê-lo.

Nós já vimos processos de S&OP com time de uma só pessoa e sem tecnologia nenhuma darem resultado. Também já vimos este mesmo processo mostrar seu valor, e provar que valia a pena investir mais: mais gente, mais processo, mais tecnologia.

O importante é começar e mostrar resultado!

Minha diretoria nunca vai aprovar orçamento pra isso

Qualquer coisa que não entrega valor é cara. Você não pagaria 1 Real para entrar num ônibus que não vai a lugar nenhum, porque 1 Real (algum valor) para não ir a lugar nenhum (nenhum valor) é caro!

A decisão de aprovar um orçamento é igual. Tão – ou mais –  importante quanto saber o custo, é saber o retorno. Se você mostrar para sua diretoria que o dinheiro que você vai investir no seu novo processo de S&OP vai voltar multiplicado por dez em dois anos, a decisão fica fácil.

Para descobrir quanto dinheiro o S&OP vai te trazer nos próximos anos, comece descobrindo:

  • Quanto perdemos em vendas todo ano por não ter produto em estoque?
  • Quanto gastamos todo ano em fretes emergenciais?
  • Qual o nosso custo de capital para todo o estoque que temos?
  • Quanto custam todas as realocações de estoque que fazemos entre CDs?
  • Quanto meus fornecedores me cobram por eu não dar a eles previsibilidade do que vou pedir?

Quando você colocar isso tudo em uma planilha e comparar com o custo de ter uma solução para isso, vai ver que a decisão de começar um processo de S&OP não é nada difícil.

Mas ainda parece muita coisa… Por onde eu começo?

planejamento de operação etapa S&OP

Aqui vai uma boa notícia: muito do que você precisa fazer para se planejar melhor já está sendo feito hoje na sua empresa.

Consigo afirmar isso por um motivo muito simples: hoje sua empresa já tem que conviver com o fato de que, para algumas coisas darem certo daqui a alguns meses, alguém já tem que tomar decisões hoje.

Quando um cliente faz um pedido para sua empresa, o produto não se materializa do éter na sua frente.

Alguém teve que comprar matéria prima meses atrás, contratar mão de obra, ter caminhões disponíveis para entrega.

Então, em algum lugar da sua empresa, já tem gente se perguntando o que precisa fazer hoje para que seu amanhã seja mais fácil!

O problema muitas vezes é que essas diversas pessoas não estão necessariamente olhando para a mesma versão de “amanhã”.

Alguns podem estar contando que vamos vender 100, outros 150, outros 1.000.

Então aqui vai a primeira coisa que você tem que fazer: crie uma única versão do amanhã (ou, já entrando nos jargões de S&OP, o seu Plano de Demanda Irrestrita) e garanta que todos vão usá-la.

E não me diga que isso é muito difícil, porque dá pra fazer com uma caneta, um papel de pão e um telefone.

Depois que passar dessa fase, comece a pensar em como tornar este plano o mais preciso possível e seja genuinamente curioso para buscar o que ainda está dando errado.

Será que o pessoal da produção está sendo pessimista demais sobre a eficiência? Será que o time de marketing está otimista demais sobre o próximo lançamento? Será que estamos saindo da reunião mensal com uma ideia, mas na prática cada um rema para um lado no dia a dia? Nós realmente estamos mirando no plano de demanda mais realista possível?

Estas perguntas já vão levar seu processo muito longe!

Legal! Vou começar!

Ótimo!

Você vai descobrir muito rápido que não está sozinho.

Há hoje uma comunidade enorme de planejadores no Brasil, muitos enormemente solícitos a ajudar seus colegas de profissão.

Participe de eventos, entre em fóruns, assine newsletters, siga páginas nas redes sociais.  Tem muita gente que já passou por tudo que você está prestes a passar, que pode te ajudar a desviar de muitos obstáculos.

A Plannera tem seguido firme na missão de tornar este caminho cada vez mais fácil. Temos muito conteúdo aqui no nosso blog, newsletter, LinkedIn, Youtube… além dos diversos eventos ao vivo que ajudamos a organizar ao longo do ano.

Espero que possamos te ajudar também!

Imagem padrão
Diego de Souza

Assine a nossa newsletter e fique por dentro dos melhores conteúdos!